Arquivo de etiquetas: Sentimentos

O céu ganhou a sua flor.

Olá mamães e papais,

Há quanto tempo não escrevo não é, foram tantos os últimos acontecimentos e devo a vocês a explicação da minha ausência.

Perdemos a nossa Isabela, e o céu ganhou mais uma linda flor no jardim de Deus, foi uma grande luta pela vida, ela foi uma guerreira como tantas outras lindas flores que o Senhor colheu.

Fiquei sem forças para escrever depois, me deparei com a mais dura realidade, lutamos o que temos que lutar, mas nem sempre ganhamos.

Como encarar essa possibilidade, se é difícil lidar com a perda dos guerreiros que acompanhamos No fundo esse medo permanece dentro de nós, e mesmo vendo a Maria sempre tão bem, parecendo sempre tão distante da cardiopatia, ás vezes o sentimento de impotência diante de uma cirurgia complexa como as submetidas por ela me toma em forma de medo.

 

Anularmos esta possibilidade e esse é sem dúvida o melhor caminho para continuar seguindo.

Por isso me emociono,  e tiro meu chapéu para Bethania, e tantas outras mães que vejo resignadas,  creio que por esse motivo Deus as carrega no colo para seguir o caminho adiante.

Anúncios

Minha razão e minha emoção….

Filha,

Todos os dias, pela manhã, enquanto você dorme, eu agradeço a DEUS por ter colocado você em meu caminho. Minha vida, meus conceitos, minha rotina, e principalmente minha , estão exatamente onde deveriam estar.

Aprendendo com você…

Uma busca eterna por esperança

Tenho recebido alguns e-mails ou comentários de mamães que perderam seus bebês para a cardiopatia.  E hoje fiquei pensando no que as faz buscar informações que as confortem em blogs como este, e então, ao abrir o meu próprio blog a foto da Maria sorrindo se abriu na minha frente e eu entendi que elas buscam nada mais que ESPERANÇA!

Tentar entender a perda de um filho é mais do que natural, mas é uma explicação inexistente. Não consideramos justo que eles sigam antes de nós.

Não posso dizer que sei o elas sentem, graças a Deus tenho minha pequena comigo, mas gostaria muito de pedir que não perca a esperança.

Amanhã eu mesmo estarei presente no nascimento da ESPERANÇA.

A Sinara uma das primeiras mães que eu conheci quando a Maria nasceu perdeu seu primeiro filho aos oito meses de idade, mas não perdeu a ESPERANÇA, amanhã nasce o Pedro.

O chegada de um filho é cercada de expectativas, e o que nos tortura é a falta das coisas que não poderemos viver. Por outro lado a ESPERANÇA  nos ocupa (sem ocupar a falta  que um filho é capaz de fazer) e toma conta dos espaços sem machucar a saudade que vai fazer parte da sua vida pra sempre!

Eu poderia dizer mil coisas para elas agora, mil coisas elas já devem ter ouvido, mas o luto tem um tempo para cada um, e ele não aceita explicações. Chore, murmure se preciso for, peça a quem você acredita dentro de você pra que a faça entender sozinha o caminho que tem que percorrer mas NUNCA, JAMAIS PERCA A ESPERANÇA!

E tenha uma certeza, de que os pequenos estarão eternizados dentro de vocês.

Um abraço cheio de esperança!

Viviane e Maria Tereza

Um abraço cheio de esperança.
Viviane e Maria Tereza

Chegando em casa! 22 dias após a primeira cirurgia.

Chegandoooooooo

Gente o aniversário da Maria está chegando! Uma felicidade sem tamanho dentro de mim.

(Na foto de hoje ela estava no aniversário da prima, treinado)

 Esta semana separando as fotos de retrospectiva pude ver o quanto minha pequena guerreira cresceu e reviver tudo que passamos juntas. Vencemos as duas primeiras batalhas e estamos no meio do caminho, tenho certeza e FÉ…muita FÉ de que ainda teremos muitos e muitos post’s de aniversário por aqui!

Logo logo fotinhos do niver!

Beijinhos

 

Hoje

 

Maria,

Hoje enquanto você dormia serenamente me lembrei de tudo que você

tão pequena já enfrentou, do quanto me ensinou e me ensina diariamente.

Do amor incondicional que me deu a oportunidade de conhecer.

Me lembrei que o mundo é tão grande e cheio de surpresas mas que muito provavelmente você o

enfrentará de maneira bem mais fácil que eu.

Lembrei dos medos da minha mãe, mas ainda assim entendo que você não é minha e que não posso controlar sua vida ( Ah filha se eu pudesse!) sei que algumas decepções serão inevitáveis, mas estarei sempre aqui.

Sei que ainda vou sofrer muito e talvez até muito mais por coisas mais simples do que tudo que já vivemos juntas, mas sei que a alegria de ter você todos os dias ao meu lado é compensadora.

E olhando você tenho cada dia mais certeza que foi para isso que eu vivi…

Filha amo vc!!!!

Melhores momentos

Momento capturado…

Esta foto foi tirada ainda antes da cirurgia da Maria, mas vale ser postada aqui pois foi um momento capturado por fotografos do evento que participamos no final do ano com a empresa que trabalho.